Food News Latam - Tate & Lyle elimina uso de carvão em todas as suas operações

 

facebook  Twiter  GooglePlus In Youtube

Tate & Lyle elimina uso de carvão em todas as suas operações

Brasil Ingredientes

Cumprindo o compromisso quatro anos antes do prazo estabelecido, empresa segue nos investimentos em sustentabilidade pelo mundo; no Brasil, constrói nova caldeira de biomassa.

A Tate & Lyle PLC (Tate & Lyle), fornecedora global de soluções e ingredientes para o mercado de alimentos e bebidas, acaba de anunciar que cumpriu seu compromisso de eliminar o uso de energia à base de carvão em todas as suas operações pelo mundo. O acordo, previsto para ser concretizado até 2025, ocorreu quatro anos antes do programado.

Essa conquista marca o encerramento de um programa plurianual de investimento de capital, que totaliza mais de US$ 150 milhões para reduzir a emissão de gases de efeito estufa e aumentar a eficiência nas plantas da companhia. Isso ocorreu primeiramente a partir da substituição dos sistemas de carvão por outros movidos a gás natural, combinados com calor e energia em quatro refinarias de milho nos EUA: em Loudon, no estado do Tennessee, em Decatur, no estado do Illinois, e em ambas as plantas em Lafayette, no estado da Indiana. A planta de Sagamore, em Lafayette, desativou seu sistema de carvão em 2014, seguida por Loudon, em 2017, e pela planta do Sul de Lafayette, no início deste ano. Com o desligamento do último sistema de carvão em Decatur, no último mês, a Tate & Lyle concretizou seu compromisso.

A eliminação desse tipo de energia à base de carvão nessas plantas, assim como o cumprimento de significantes melhorias ambientais e econômicas, representa que menos água será utilizada e as comunidades locais irão se beneficiar com a melhoria da qualidade do ar e com menos trânsito de caminhões.

A Tate & Lyle apresenta um forte histórico relacionado à eficiência energética. Em setembro, as plantas de Loudon e do Sul de Lafayette, nos EUA, receberam a certificação Energy Star, por meio da Agência de Proteção Ambiental, pelo quinto e sétimo anos consecutivos, respectivamente. Uma nova caldeira de biomassa está sendo construída na planta da empresa em Santa Rosa de Viterbo, no Brasil, e as metas dos escopos relacionados à emissão de gases de efeito estufa para 2030 foram validadas com base científica pela iniciativa de Metas Baseadas na Ciência.

“Esta tem sido uma grande realização para nós, que abrange muitos anos, da primeira à última planta. Tem sido uma jornada de melhoria contínua e um verdadeiro esforço colaborativo em todos as nossas plantas. Estou orgulhosa das nossas conquistas até agora e da real diferença que estamos fazendo para as comunidades onde operamos”, explica Melissa Law, presidente de Operações Globais da Tate & Lyle.

Nick Hampton, CEO da companhia, comenta a conquista. “Está claro que o tempo está se esgotando para fazer as alterações necessárias para enfrentar as mudanças climáticas e permitir que as sociedades prosperem. Com a COP26, realizada neste mês de novembro, nós reconhecemos a necessidade dos negócios de tomar ações para reduzir as emissões globais dos gases de efeito estufa. Com a eliminação do uso de energia à base de carvão em todas as nossas plantas, nós damos um passo significativo em nossa jornada de sustentabilidade. Sabemos que podemos e precisamos fazer mais nos próximos dias, semanas, meses e anos, e estamos comprometidos em viver nossa proposta, da qual cuidar do nosso planeta é um pilar fundamental”, completa o executivo.

Suscribase Newsletter semanal food

-

-

_

Proveedores Destacados

 

  Logo Sweegen
           doehler logo
    Logo Synergy    Plant-based
    Exberry logo PP
         Logo Tomra
           Beneo logo
Oterra
Logo Corbion new
   Logo BC30  Logo Wellmune
   Rousselot Peptan
|